‘Carisma confunde’ e pessoas ficam incrédulas com a condenação de Odo Adão

O grande problema dos eleitores, além da falta de memória, é confundir “carisma” com caráter. Muitos eleitores, ou a grande maioria, infelizmente, vota por carisma e não por conteúdo político, como a história do candidato e as propostas. Vejo isso na notícia em que dei na sexta-feira com exclusividade sobre a condenação do ex-prefeito Odo Adão a prisão por desvios de recursos do Hospital Hélio Angotti.
Pessoas me mandaram mensagens querendo culpar apenas os outros condenados pelo caso apurado pelo Ministério Público Federal, como filho do ex-prefeito. mas pelas apurações não tem como o presidente da instituição, no caso o hospital, não ficar sabendo. Ou, no mínimo, corrupção passiva, sabia, mas não fazia nada…
as pessoas quando gostam de alguém não querem acreditar e tentam justificar o injustifivel. Foi condenado e tem que cumprir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *