Casos e mais casos de imoralidade… Vereador – que saiu em defesa do nepotismo – recebe dois salários do poder público

Vocês lembram-se da postagem de segunda-feira do BLOG sobre o caso do vereador Rubério Santos receber dois salários como servidor público, como funcionário da Prefeitura de Uberaba e como vereador? E que, absurdamente, o rapaz, que também é assessor da Igreja Católica, recebia mais de R$ 20 mil de salários do poder público, e que o certo seria renunciar a um dos dois enquanto fosse vereador? Pois bem, não é único vereador que pratica esse absurdo… O senhor Ismar Marão, do PSD de Marcos Montes, também…
A diferença no caso de Marão no recebimento de dois salários do poder público, é que o rapaz recebe um do Governo do Estado e outro como vereador. O vereador, para quem não sabe, é investigador da Polícia Civil. Veja no detalhe o holerite do vereador do Governo do Estado de fevereiro, quando recebeu mais de R$ 6 mil de salários. Se somados ao cerca de R$ 13 mil de salário de vereador, os “ganhos” chegam a R$ 19 mil por mês com dinheiro público.
Está ai mais um motivo o porquê de Marão ter saído em defesa do caso do ainda presidente da Câmara Municipal de Uberaba, Luiz Dutra, empregar o próprio genro em seu gabinete…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *