Com 16 anos de atraso, e para evitar ‘apelos’ eleitorais, vereadores promulgam lei da fila por casas

Com “apenas” 16 anos de atraso, Uberaba passou a contar com lei municipal que obriga a COHAGRA a publicar a lista de espera por casas da Companhia Habitacional. Tal lei, que deveria ter sido criada desde 2003, quando foi criado o programa Minha Casa, Minha Vida, tem a intenção de impedir o apadrinhamento de políticos na escolha de quem vai receber a casa própria.
O por que a atual Câmara Municipal de Uberaba aprovou somente agora tal lei? Por interesses políticos, como sempre… Não foi por moralidade, ou para impedir a politicagem na distribuição de casas financiadas. Até porque o que mais teve nos últimos 15 anos em Uberaba foi o uso por vereadores de apadrinhamentos de casas para angariar votos.
Inclusive, três vereadores foram eleitos exclusivamente por distribuição de casas. O ex-vereador Samir Cecílio foi um deles, após ser presidente da COHAGRA. Os outros dois ainda são vereadores, Luiz Dutra (licenciado para ser secretário de Governo de Paulo Parado Piau) e Rubério Santos. Enquanto o primeiro foi eleito após ser presidente da COHAGRA em 2008, o segundo foi eleito em 2016, após ser diretor da mesma companhia.
Mas por que os vereadores aprovaram agora tal lei? Porque a fonte secou, simples assim… Acontece que o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), está conseguindo acabar com o Minha Casa, Minha Vida, que impulsionava a economia e diminuía o déficit habitacional. Com isso, não tem jeito mais dos vereadores “arrumarem” casas para seus eleitores. Então com tal lei, os vereadores, ao serem abordados a partir de agora por eleitores querendo casas, terão seguinte desculpa: “a lei não permite furar fila”… Entendeu né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *