Com 20 demissões no São Domingos, setor da Saúde em Uberaba fechou 800 vagas em um ano

Com 300 demissões no Hospital São José, 50 no Hospital Mário Palmério, 20 no Hospital Regional, e demissões no Hospital Hélio Angotti, e agora somadas mais cerca de 20 demissões no Hospital São Domingos, o setor da Saúde de Uberaba passa pela maior crise de sua história. Para piorar, a nada atuante Secretaria Municipal de Saúde pouco faz para mudar a situação.
Se somadas estas vagas citadas fechadas, com 400 demitidos na Funepu no ano passado, o setor, em menos de um ano perdeu nada menos que 800 empregos. A questão envolve não só os péssimos atendimentos na Saúde, mas o aumento do desemprego em Uberaba no último um ano.
No São Domingos, estão sendo demitidos os funcionários mais antigos, com casos de trabalhadores com até 20 anos de casa. Lembrando que o citado hospital agora é administrado pela Unimed, que terceirizou a instituição das Irmãs Dominicanas.
E o engraçado, e trágico, que o atual prefeito da cidade, Paulo Parado Piau, e o secretário de Saúde, Iraci Neto, sem cobranças dos vereadores, ainda usam a imprensa para fazer marketing falso da situação da Saúde em Uberaba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *