Denúncia contra ex-secretário comprova nepotismo na Prefeitura e CODAU, envolvendo secretário e filho

Imagina se Uberaba tivesse um vereador atuante, ou uma oposição praticante… Veja a foto de matéria do Jornal da Manhã, no dia daquela pataguada de Paulo Parado Piau, Luiz Neto e Cia, de fazer uma denúncia contra o ex-secretário de Piau e que fez as graves denúncias contra o ainda prefeito na Câmara Municipal de Uberaba, Vicente Araújo…
Pode até passar despercebido para alguns, mas para quem conhece não… Sabe quem é um dos “advogados”, o do meio da foto? O rapaz chama-se François Ramos… Sabe quem é? Filho do ainda secretário de Trânsito de Uberaba e colunista do Jornal da Manhã (e acionista também), Wellington Cardoso Ramos. E é ai que vem mais absurdos…
Em outubro de 2017, veja a postagem, o BLOG denunciou que Piau, Luiz Neto e Cia haviam sido denunciados no Ministério Público, por um anônimo, com toda documentação, por vários casos de nepotismo, e um deles era exatamente de Ramos. O caso é grave porque o rapaz seria concursado da Prefeitura de Uberaba como cadastrador imobiliário. No entanto, estaria “cedido” ao CODAU, mas vinha atuando como assessor jurídico. Como dizia a denúncia, e o que não era permitido, já que ele é cadastrador não poderia ter cargo no Jurídico porque seria nepotismo, já que seu pai é secretário municipal.
Tal denúncia simplesmente parou no Ministério Público, como tudo em Uberaba. E a foto comprova que o rapaz vem atuando como assessor jurídico do CODAU.
E pensa que acabou? Um cadastrador imobiliário da Prefeitura tem salário em torno de R$ 2 mil (veja os exemplos no detalhe). Já o senhor Ramos a coisa é bem diferente. Veja o salário do rapaz, quase R$ 6 mil.
Infelizmente Uberaba continua a terra sem lei e sem justiça, e sem políticos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *