‘Elite copia elite’… Se Promotoria agisse como agiu com Anderson Adauto, Piau teria mais de 20 condenações judiciais

Em Uberaba existe uma “trama” nos bastidores políticos da mesma forma do que aconteceu no país no golpe parlamentar e judicial de 2016. E claro, a exemplo do que acontece no Brasil, onde a elite que armou o golpe para tirar Dilma e cia, já que não conseguiu pelo voto, aqui a mesma coisa, a elite da cidade faz de tudo para se manter no poder…
E veja como funciona a coisa… O promotor de Justiça José Carlos Fernandes Júnior era o titular da Promotoria do Patrimônio Público quando Anderson Adauto era prefeito. O promotor, muito atuante, arrasou com a carreira política de AA, conseguindo, em algo absurdo, tirar o ex-prefeito das eleições de 2016 por uma condenação devido a uma foto em agenda escolar.
Qual foi um dos primeiros acontecimentos de 2013, quando o atual prefeito Paulo Parado Piau assumiu? Fernandes Júnior foi transferido para Belo Horizonte. Ou seja, a elite estava livre de possíveis pertubações do promotor. E livre para usar a máquina administrativa ao seu bel prazer. E foi o que aconteceu.
Prefeitura inchada de comissiondados, compras suspeitas, superfaturamentos, nepotismo, e tudo mais correndo solto na Prefeitura, CODAU, etc. Sem vereadores, e sem um Ministério Público atuante, vêm fazendo a festa.
Um dos exemplos mais claros da grande diferença está na “última condenação” em segunda instância de Anderson Adauto, ainda de ação de Fernandes Júnior. AA foi condenado por possíveis irregularidades em uma construção de uma escola, por ter feito aditivo na obra.
Pois bem, pior do que essa na administração Piau foram mais de 20. E muito piores. Somente este ano, Piau e cia deram 25% de aumento, ou aditivos, a todas empreiteiras e fornecedores da Prefeitura, com editais e tudo. Absurdo. E sabe o que vereadores ou MP fizeram? Nada…
Ou seja, se o MP agisse como agia na época de AA, Piau já teria mais de 20 condenações… Precisa falar mais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *