Em caso grave de nepotismo, Piau mantém esposa de vereador como chefe

Após postagem ontem do BLOG sobre os absurdos envolvendo o vereador evangélico Samuel Pereira, sobre empregar seu cunhado no próprio gabinete, a matéria trouxe algo errado, e a realidade é ainda mais grave. Ainda bem que no Jornalismo fonte é tudo, e o BLOG apurou que a esposa do rapaz, de nome Marli de Souza Pereira, continua sim com cargo comissionado dentro da Prefeitura de Uberaba. Pode?
E a coisa é tão indecente envolvendo o vereador evangélico e o ainda prefeito Paulo Parado Piau, que a moça, que até dezembro tinha cargo de diretora de Planejamento da Secretaria de Desenvolvimento Social, desde então manteve o status de chefe de departamento, só que agora na Secretaria de Agronegócio (veja no detalhe).
Outro item que chama a atenção, é que a moça manteve o mesmo salário que tinha na Secretaria de Desenvolvimento Social, de cerca de R$ 4,5 mil (veja o holerite). Absurdo em vário sentidos.
Mais esse caso de nepotismo escancarado em Uberaba, Vereadores não existem, e Ministério Público não age. E lembrando que i citado, o senhor Samuel Pereira, é justamente o que tem o discurso mais “moralista” da Câmara Municipal de Uberaba, contra gays, contra a ideologia de gêneros, etc…
Meu amigo coloque uma coisa na cabeça: esse tipo de político, que faz esses discursos (vide o exemplo de Jair Bolsonaro), são os piores em moralidade e honestidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *