Excesso de peso e poucos ônibus fazem da BRT um ‘sistema de buracos’; Prefeitura faz vistas grossas e população ‘paga’ por isso

Especialista na área aponta pelo menos dois graves problemas para aquele, que fosse bem executado, poderia ter sido uma solução para o trânsito em Uberaba, o chamado Sistema Vetor. O primeiro problema já comprovado é a qualidade ruim do asfalto utilizado na Avenida Leopoldino de Oliveira. Vire e mexe os buracos aparecem na avenida justamente onde passa a tal BRT.
E outra, ainda mais grave, e que pelos “compromissos” da atual administração municipal, não se cobra das empresas de transporte coletivo. O excesso de peso dos ônibus, que vivem superlotados, e ai, não tem asfalto que aguenta meu amigo.
Ao invés de colocar mais ônibus para circularem, as empresas fazem “superlotação”, e não tem Prefeitura de Uberaba para cobrar… Até porque se colocassem mais ônibus, como seria o certo, o custo das empresas aumentaria.
E ai quem paga por isso? Como sempre, a população. Com ônibus lotados e asfalto cheiod e buracos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *