Fila por cirurgias ultrapassa 3 mil, e setor convive com falta de gerenciamento, demissões e falência

O marketing falso, usando parte da “imprensa”, que é bem compensada para isso (em reais), feito pela Prefeitura de Uberaba, sempre é desmentido facilmente com documentos, e números. E mais uma vez, e em um setor que vive uma verdadeira calamidade pública, a Saúde.
Pasmem, a mal administrada Secretaria Municipal de Saúde (SMS), cujo o titular é o apadrinhado de Marcos Montes (PSD), Iraci Neto, tem uma fila de nada menos que mais de três mil pacientes aguardando por cirurgias eletivas.
Se os números computam gente de 27 municípios da região, a citada secretaria recebe recursos estaduais e federais justamente para isso. Os procedimentos são geridos pelo município e realizados em Uberaba, prioritariamente, nos Hospital de Clínicas da UFTM, Mário Palmério Hospital Universitário e o Hospital Regional.
Lembrando que recentemente o Mário Palmério e o Regional demitiram cerca de 70 funcionários, o São Domingos, 25, e o Hospital São José fechou as portas. E mesmo assim, não houve uma ação política sequer da citada secretaria, ou do prefeito Paulo Parado Piau (MDB), ou de vereadores, para tentar evitar.
Enquanto isso pessoas morrem a espera de cirurgias, que emperram na incompetência política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *