Funcionários de táxis planejam deixar o trabalho, e buscam receber ‘invertido’ no UBER

O esvaziamento do sistema de táxi em Uberaba deve crescer a partir do dia 20 deste mês, quando deve ser regularizado de vez o sistema de transporte de passageiros por aplicativos. Muitos motoristas, funcionários de donos de placas que ainda trabalham para cooperativas de táxis, planejam deixar de ser empregados, para também virar operador do sistema, tipo UBER.
E o detalhe: o valor a receber é invertido, isso mesmo. Acontece que um motorista funcionário de dono de placa de táxi recebe 25% de cada corrida. Já nos sistemas de aplicativos, em média, cada motorista recebe 75% de cada corrida realizada. Ou seja, no táxi, o patrão fica com 75%, e no sistema UBER, quem fica com os 75%, é o próprio motorista.
Por outro lado, a regularização do sistema de aplicativos, com a promessa de fiscalização rígida, deve coibir casos irregulares, e melhorar até a segurança para os passageiros. Com a regularização, os aplicativos não poderão, como está atualmente, ser usados por qualquer um. Terão encargos a pagar e fiscalização mais rígidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *