Poder público gasta quase R$ 1 milhão/ano no aluguel de 2 imóveis, e diz ‘enxugar gastos’

No ano passado, quando o vereador Alan Carlos enviou requerimento à Prefeitura de Uberaba solicitando a relação de imóveis que são alugados pelo Município, nas mais diversas secretarias, elogiei, mas alertei, no entanto, que mais parecia uma bravata do citado vereador, e está se confirmando. Passado um ano, mais nada o citado vereador falou do assunto ou cobrou Paulo Parado Piau a tal relação. E sem esquecer que o prefeito vive dizendo que faz economia…
O caso é grave, já que atualmente Prefeitura, Fundações, CODAU, etc, gastam um “caminhão de dinheiro” em pagamentos de aluguéis de imóveis de terceiros. E sem contar a Câmara Municipal de Uberaba, do próprio vereador, que também tem caso absurdo.
O BLOG vai citar dois maus exemplos, um inclusive que se tornou recentemente alvo de grande publicidade, e foi alvo de pedido de impeachment de Piau. Estou falando do prédio que abriga a CODAU na avenida da Saudade.
Lembrando que a CODAU paga a Antônio Ronaldo Rodrigues da Cuinha, ex-sogro do atual presidente da Autarquia, Luiz Neto, R$ 37 mil por mês de aluguel, o que dá um montante de R$ 444 mil por ano.
E se somarmos a este valor, o que a CMU gasta de aluguel de um prédio para abrigar os gabinetes dos vereadores, na esquinas das ruas Segismundo Mendes com a Vigário Silva, cujo o aluguel é de R$ 35 mil por mês, ou R$ 420 mil por ano, somente nestes dois prédios, o poder público gasta anualmente nada menos que R$ 864 mil. Isso mesmo, quase R$ 1 milhão nos aluguéis em dois imóveis.
Se pegarmos estes R$ 864 mil, por exemplo, e destina-los ao setor da Saúde em Uberaba, não melhoraria os péssimos serviços da área?
Imagina se somar os outros inúmeros imóveis alugados pelo Município…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *