‘Por uma gota de solidariedade’… Agentes da Zoonozes dependem de ‘compaixão’ de moradores para ter água e banheiro

Essa é a verdadeira “rua da amargura”… Assim vêm se sentindo os agentes da Zoonozes de Uberaba. Com o trabalho de visitar casa por casa “na caça”, principalmente, ao mosquito da dengue, os agentes trabalham sem fornecimento de água e nem banheiros químicos pela Prefeitura de Uberaba. Ou seja, se tiver sede, ou vontade de ir ao banheiro, precisam socorrer a boa vontade de moradores. Pode?
Agentes já cansaram de pedir aos “chefetes” água e banheiro, e nada. Aliás, bem a cara da administração Paulo Parado Piau e do apadrinhado de Marcos Montes e secretário de Saúde, Iraci Neto.
E acha que acabou? Agentes do sexo feminino têm sido mandadas para fazer limpeza de terrenos em locais perigosos. Estes dias, algumas delas se depararam até com marginais em terrenos que foram deslocadas para limpeza no Jardim Maracanã.
O pior é que na atual administração municipal são os opostos… Enquanto a patota de Piau tem altas regalias, quem realmente trabalha, é tratado como escravo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *