Posse de vereador na Fundação Cultural pode acender ‘rivalidade dupla’ na Câmara Municipal

E quem pensou que a insatisfação da possível posse do vereador evangélico Ronaldo Amâncio (PTB) como presidente da Fundação Cultural de Uberaba (FCU) era apenas dos artistas e de pessoas do meio, se enganou. A insatisfação, e veja como funciona absurdamente a política em Uberaba, vem de dentro da própria Câmara Municipal.
E atende pelo nome de Cleomar Barbeirinho… E quem acha que é porque Amâncio não é o mais preparado para assumir a FCU ou por ser um estranho no ninho, nada disso, que apesar de verdade, não são as razões para a revolta do citado vereador com Paulo Parado Piau e companhia.
Acontece que se Amâncio assumir a Presidência, quem assume como vereador é Varciel Borges, o suplente. E ai que surge a revolta de Barbeirinho. Borges é “rival duplo” do atual vereador…
O suplente é da mesma região que Barbeirinho, Conjunto Vallim de Mello. Assumindo o cargo, terá estrutura de gabinete e poderá atrapalhar e muito Barbeirinho na busca pela reeleição. Entendeu?
E a outra rivalidade? Barbeirinho e Borges são cabeleireiros… Até que acho que a “briga de salão” nesse caso fica em segundo plano, o que importa são as eleições de 2020…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *