Sátira da política nacional faz retrato fiel  da realidade, da corrupção e esquemas

Dia de domingo é bom para relaxar. E foi o que tentei fazer, assistir a um filme, se possível, e o mais leve possível. Escolhi então um brasileiro e comédia: O Candidato Honesto 2. Por sinal, muito bom e com um show, pra variar, de Leandro Hassum.
Mas, apesar de uma sátira, um filme cheio de verdades, verdadeiro retrato do Brasil, infelizmente. E olha que foi feito antes da famigerada eleição do ano passado. Até o senhor Jair Bolsonaro, é retratado no filme, como Pedro Rebento. O famoso discurso de moralidade, arminhas na mão, mas por trás o velho político corrupto.
Michel Temer então, é retratado perfeitamente, como Ivan Pires, ou Vampiro, como queiram. O filme ainda faz referências a Lula. E Dilma, retratada com uma personagem, está sensacional.
Mas o filme é retrato da política brasileira, formada por corrupção e esquemas. E claro, com o pano de fundo, sempre, a população que acaba sendo enganada em todas as eleições. Um retrato fiel das eleições de 2018.
O problema é que muitos assistem e não entendem que é o retrato atual do Brasil, achando que é apenas uma chacota. E depois, infelizmente, chegam nas urnas e repetem as pataguadas satirizadas no filme…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *