‘Uma cidade, atrás dos montes, na montanha da hipocrisia e no cerrado da desilusão’

Quando cheguei na montanha, vi uma cidade atrás dos montes… Vi uma cidade com talentos aos montes, mas tolida por uma montanha de preconceitos e conservadorismo…  Mas como pode uma montanha no Cerrado? Como pode gente aos montes, com injustiça também aos montes?
Pensei comigo, pra que a montanha, se temos pessoas com talentos aos montes, beleza, pureza e garra? Mas esses montes de pessoas não mandavam na montanha? Não, pelo contrário, eram poucos que moviam a montanha atrás dos montes…
Mas as promessas aos montes, de montanhas de felicidades, na cidade que seria só alegria, até nos montes? Era uma montanha de hipocrisia, montes de mentiras, e cerrado de desilusão… Mas e as divulgações aos montes de feitos montanhosos na cidade bovina atrás dos montes? Como ficou provado, era montes de mentiras, para uma montanha de enganação…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *