‘Cara feia para mim é fome, nesse caso de dinheiro’… Acostumados a bajulação, políticos ‘torcem a cara’ para o jornalista

Sabe o que mais adoro quando encontro com algum político (os maus) de Uberaba? É a cara feia para o meu lado… O que mais acontece e me deixa muito satisfeito… Se fosse ao contrário, eu estaria na profissão errada. Jornalista não tem que agradar ninguém, ser “adorado e elogiado”, principalmente por maus políticos.
Não ligo para cara feia, não liga para “xingamentos”, nem ofensas inofensivas… Senão teria procurado por outra profissão, quem sabe “puxa-saco”, como conheço vários pseudo-jornalistas…
Sei que agir como um verdadeiro jornalista custa caro, não só em Uberaba, no Brasil… Sei que demorei na minha profissão poder agir assim, já que antes dependia dos “donos dos meios de comunicação”, hoje não, com as redes sociais…
Indignação é o que falta aos jornalistas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *