Em novo contrato de 4,2 milhões, CODAU recontrata empresa que ‘atrasa ETA em 849 dias’

Quem não entendeu até hoje como Uberaba é, ou não, administrada, basta pegar esse exemplo que, novamente e infelizmente, vem da CODAU. A autarquia contratou a empresa NWM Engenharia Eletrônica para terminar as obras dos três reservatórios R-5, R-12 e R-13, e veja o valor no detalhe, por mais de R$ 4,2 milhões, que vem se arrastando desde 2015.
O cúmulo do absurdo é que a empresa vencedora dessa obra, conforme site do TCE MG Geobras, foi contratada pela CODAU para realizar as instalações elétricas da famosa ETA (motivo de pedido de impeachment de Paulo Parado Piau) e pasmem está com 849 dias de atraso para a conclusão da obra, veja no detalhe o documento do TCE. E tem mais, outra obra que essa empresa venceu a licitação é a Estação de Tratamento de Esgoto Ribeirão Conquistinha hoje chamada de ETE Hugo Rodrigues da Cunha.
Essa obra segundo o TCE MG está com 778 dias de atraso, veja também no detalhe. E o prazo para a conclusão das obras dos reservatórios é de 240 dias.
Nesta licitação a dúvida sobre os critérios usados pela CODAU para contratação. Por eficiência e competência para execução de uma obra parece que não é. Ou tem outra coisa por trás disso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *