‘Fogo amigo?’ E se fosse inimigo então… Casos de racismo ou mesmo de acusações em Uberaba precisam ser apurados

Esse tal de “fogo amigo” virou tão moda, que para tudo agora no país é esse é culpado por vazamentos de coisas graves, como se fosse um atenuante. Em Uberaba mesmo, o ainda prefeito Paulo Parado Piau disse que as acusações, todas com provas, de nepotismo e até oferecimento de cargos por sexo com menor de idade, contra o seu secretário Antônio Oliveira, o Toninho 10%, era “fogo amigo”… Pode? Fogo amigo? Se fosse inimigo então…
Mas até o caso grave de racismo da Rede Glbo, do apresentador Willian Waack, tentaram dizer que era “fogo amigo”… E para variar, saiu isso em jornal em Uberaba. Sem apurar, como sempre…
Na verdade, o vídeo foi divulgado por dois negros, um deles, ex-funcionário da Rede Globo, que querem discutir o racismo, ainda muito presente na nossa sociedade. E tanto que nem eles se esconderam, e se apresentaram comk autores do vazamento do vídeo. Isso é fogo amigo:
Primeiro que tem que parar com essa balela de fogo amigo, se é grave, tem que se apurar do mesmo jeito, não importa de onde vem a denúncia. Em Uberaba, a imprensa é tão comprometida com a Prefeitura que nem fala mais dos casos escandalosos de Piau e Toninho 10%…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *