Gastando R$ 500 mil/mês com assessores, presidente da Câmara diz economizar com medalhas e certificados

Se você ainda não entendeu como funciona o marketing, falso, dos políticos em Uberaba, esse exemplo é um dos mais claros possíveis. O que você vê no detalhe é postagem do presidente da Câmara Municipal de Uberaba, Ismar Marão, ontem a noite em rede social.
Na postagem, que parece piada, e é, o político diz “Redução de despesas – Câmara Municipal”… Quem lê o texto ou vê o vídeo, observa que o sobrinho do deputado estadual Heli Grilo diz que reduziu despesas, pasmem, por ter diminuído as homenagens na CMU. Sério…
Se não fez mais que a obrigação, em diminuir essas famigeradas homenagens, que na verdade tinham que acabar era de vez, por outro lado, mostra que o rapaz usa tal fato de forma demagógica, já que essas despesas são irrisórias dentro dos gastos do poder legislativo municipal.
Se pelo lado moral da coisa é vergonhoso o uso de honrarias da CMU para tentar angariar votos, as despesas, com medalhas e certificados, nada representam perto de outros gastos. Só um exemplo para não ir longe… Sabe quanto a CMU gasta mensalmente somente com os salários dos assessores dos vereadores? Nada menos que R$ 500 mil por mês. E só com os salários, sem contar obrigações trabalhistas, ticket refeição, etc.
Lembrando que cada um dos 14 vereadores tem direito em 16 assessores e verba mensal para pagamentos dos salários dos assessores de nada menos que R$ 36 mil cada um. Precisa comentar?
Ai vem o o presidente da Câmara dizendo que está economizando… Economizar iria se ele, como líder dos vereadores, apresentasse um projeto da Mesa Diretora passando de 16 para quatro assessores, e verba mensal para R$ 12 mil a cada vereador. Ai sim, iria dizer que estaria começando a economizar, fora isso, é pura demagogia e achar que o povo é bobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *