Governador usa chantagem na Educação para justificar ‘rombo’ contra trabalhadores

De novo não nada, pelo contrário, são atitudes “bem velhas”… Da mesma forma que a maioria dos eleitores de Jair Bolsonaro estão arrependidos dos votos, a mesma coisa vale para o governador Romeu Zema, do tal Partido Novo.
Se não bastasse o despreparo para o cargo, o atual governador, e quem conhece de política já esperava antes das eleições, ele já começa a mostrar a quem representa. E pode ter certeza, não é a grande maioria da população.
O senhor governador, pasmem, anunciou, olha, desculpa a palavra, a sacanagem, que para manter o ensino integral em escolas estaduais terá que apoiar a famigerada Reforma da Previdência de Bolsonaro. Pode?
A coisa é sórdida em todos os sentidos. Primeiro que o rombo da Previdência, na sua maior parte, é devido a sonegação das grandes empresas. Segundo, o que tal reforma vai trazer para a grande maioria da população, é algo bem mais danoso que o fim do ensino integral.
Na verdade, um nada tem a ver com outro, é pura balela. Mas não se esqueçam meus amigos, Zema é empresário, defende essa classe, e claro, quer a reforma, para o trabalhador pagar a Previdência, e não os empresários, que deveriam ser.
Com 26 anos de jornalismo, quando via eleitor arrependido de seu voto, até compreendia, pela manipulação da mídia, que sei bem como funciona. Mas agora não, esse eleitor se deixa manipular até por rede social de internet. E o resultado? Um desastre, em Brasília e Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *