Manobra impede aumento de servidores, que vivem ‘sob custódia de acordos às escondidas’

Veja só que absurdo. Mas os servidores municipais têm grande culpa pela situação em que vivem, há três anos sem aumento salarial, enquanto Paulo Parado Piau continua com as nomeações descabidas e compras superfaturadas.
Como o BLOG adiantou ontem, o presidente da Câmara Municipal de Uberaba, Ismar Marão, colocou na pauta de hoje a votação de projeto de lei de Piau apenas repondo a inflação dos últimos dois anos aos servidores (lembrando que há dois anos nem reposição os servidores recebem). O detalhe: as escondidas, o tal Sindicato dos Servidores Municipais de Uberaba fez reunião daquelas com os representantes de Piau.
E concordou calado, sem alarde, sem mobilizar a categoria. O por quê? Explico, A começar pela ligação estreita da diretoria do citado sindicato com Piau, com cargos e privilégios. A começar pela diretora jurídica da entidade, Daniela Arantes, que é esposa de Marão, presidente da CMU e da base de Piau.
Chegando ao presidente do Sindicato, Luiz Carlos Santos (veja postagem do BLOG de 2017), A esposa do citado, Mônica Maria Pacheco, que não é concursada da Prefeitura de Uberana, com cargo coordenadora da Casa do Educador. Ou sejam, como pode a esposa do presidente do Sindicato dos Servidores ser comissionada de Piau?
E quando digo que os servidores têm culpa é porque reelegeram Piau e também a atual diretoria do Sindicato. Meu amigo enquanto a categoria não se unir e se mobilizar, a elite da cidade, que comanda hoje a Prefeitura, vai continuar a fazer o que quer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *