Motivo de pedido de impeachment é ignorado, e presidente da CODAU renova contrato milionário e longo com ex-sogro

Dizem que quanto mais imoralidades é pouco, e combina bem com Uberaba atualmente. Lembram-se o motivo de um dos cinco pedidos de impeachment já protocolados contra Paulo Parado Piau? No pedido, o ainda prefeito foi denunciado por imoralidade na CODAU, onde o ainda presidente Luiz Neto aluga imóvel na Avenida da Saudade do seu ex-sogro, Antônio Ronaldo Rodrigues da Cunha, pela “bagatela” de R$ 36 mil por mês.
Pois bem, se já era imoral e inaceitável, agora ficou bem pior, comprovando que Uberaba não tem vereador e o Ministério Público não age na cidade. Veja o edital publicado ontem pela mesma CODAU no detalhe.
Imoral em vários aspectos, em contrato de locação no valor de R$ 1.420.534,08 (isso mesmo, mais de R$ 1,4 milhão). O valor absurdo, que dá R$ 39.459,00 por mês, pasmem, é por 36 meses de contrato. Entendeu a outra imoralidade, além do valor?
O mandato de Piau, e consequentemente de Luiz Neto, termina no final do ano que vêm, ou seja, daqui um ano e meio. No entanto, a dupla renovou o contrato por mais três anos… Garantido, claro, mesmo que o grupo que está no poder (Luiz Neto, Marcos Montes, Franco Cartafina, Grilo, etc) perder a eleição em 2020, o ex-sogro do presidente da CODAU ainda terá contrato com a CODAU. Precisa falar mais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *