Piau quer desalojar alunos especiais por dívida, mas comunidade reage ao ‘despejo político’

Revolta, indignação, e com toda razão. Esses são os sentimentos de professores, alunos, pais de alunos e comunidade do CEOPEE (Centro de Orientação e Pesquisa Em Educação Especial), sobre a intenção do prefeito de Uberaba, Paulo Parado Piau (MDB), de tomar o prédio onde funciona a escola.
Em uma atitude pra lá de suspeita, Piau solicitou ao Governo do Estado, o prédio da citada escola, especializada em educação para pessoas com algum tipo de deficiência, em troca de uma dívida que administração estadual teria com a Prefeitura de Uberaba. Os absurdos são muitos, até porque a desculpa de Piau e companhia é que vai usar o prédio para abrigar parte da Feti, que é a fundação municipal de ensino técnico, aquela mesmo, dirigida pelo apadrinhado de Marcos Montes, Eduardo Callegari.
O COEPE funciona no bairro Mercês, próximo da estação da BRT, e está no local há 30 anos. A instituição faz importante trabalho com alunos com algum tipo de deficiência, tem cerca de 500 alunos, além de ainda manter formação continuada de professores da rede pública e privada, para atendimento exatamente de estudantes especiais.
Além disso, a localização da escola facilita, e muito, para alunos e professores, próximo da estação da BRT. Ainda mais se tratando de alunos especiais, que tem mais dificuldades ao se adaptarem aos locais. Um trabalho muito importante para comunidade.
No detalhe, você vê a carta aberta da comunidade que o BLOG recebeu, protestando contra a intenção do ainda prefeito.
Gente, esse mandato de Piau termina quando mesmo? Ninguém aguenta mais essa turma que está no poder…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *