Preconceito de promotores e juízes contra redes sociais atrapalha a busca por uma sociedade melhor

O distanciamento de promotores de Justiça, procuradores e juízes da “modernidade” atrapalham a melhora dos serviços públicos e a punição de políticos desonestos. E pior, existe um preconceito entre juízes e promotores sobre as redes sociais de internet… E isso é grave…
O que estes profissionais precisavam, e claro, não é culpa dos mesmos, por não serem da área, saber as fontes que vêm denúncias de redes sociais. Evidente que 80% do que sai em redes sociais são balelas, mas promotores e juízes precisavam filtrar para saber pó que é verídico,
O problema é que os meios de comunicação de Uberaba convencionais (rádios, jornais e TVs), por exemplo, não servem como parâmetro para o trabalho de promotores e juízes. Até pelo comprometimento dos mesmos com o poder público municipal.
Eu mesmo já vi dois juízes falando com extremo preconceito das redes sociais de internet.
Agora a primeira coisa que promotores e juízes precisam fazer é olha as redes sociais sem preconceito. Porque enquanto olharem com preconceito, pode ter certeza, não teremos uma sociedade melhor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *