Regressão ao FMI pode colocar país de volta no buraco, de onde demorou mais de 20 anos para sair

Várias coisas do “Governo” Bolsonaro me assustam, pelo despreparo e pelas más intenções, mas nada me assustou mais do que a declaração da economista, uma das mais conceituadas do pais, Mônica de Bolle, ao Jornal Estado de São Paulo, que o Brasil vai ter que pedir dinheiro ao FMI.
Os jovens, pessoas com menos de 30 anos de idade, principalmente, não têm a mínima ideia do que isso representa. Tão grave quanto a redução de investimentos na Educação, a possível volta de empréstimos junto ao FMI joga qualquer futuro do país pelo ralo… E pelo jeito, Bolsonaro está conseguindo fazer isso.
No BLOG, raramente falo de política nacional, me atento mais a política regional, mas tal fato me assustou, até por ter vivido na pele isso até 2005, quando o ex-presidente Lula conseguiu pagar a dívida contraída inicialmente pela Ditadura Militar, e que colocou milhões na pobreza e sem expectativa de futuro.
Para quem não sabe, ou não entende, os tais “anos do milagre econômico” do Brasil foi patrocinado pelo FMI, na Ditadura Militar, e logo depois se mostrou altamente nocivo a nação, que pagou por 20 anos, até Lula conseguir quitar, uma dívida interminável, e de juros exorbitantes. O pagamento da dívida pelo ex-presidente foi considerado, na época, um feito histórico, tamanho era o buraco.
É como pegar dinheiro emprestado de agiota, o buraco só cresce e você nunca sai da dívida. Pobre país, que há 14 anos conseguiu se livrar ao FMI, mas graças um despreparado e mal intencionado presidente da República pode ter todo o seu futuro comprometido.
Pobre país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *