Sem questionar cortes na Educação e Reforma da Previdência, deputado faz ‘jogo de cena’ em balanço

Te juro que gostaria de elogiar, mas não tem jeito… O tal balanço de 100 dias de mandato, feito pelo deputado federal Franco Cartafina, com folder e tudo, e enviado a imprensa, é algo me deixa abismado, como é fácil fazer demagogia nesse país despolitizado. Uma piada.
Como você vê no detalhe o citado folder, os destaques dos 100 dias do rapaz na Câmara dos Deputados é apenas a comprovação da certeza que os políticos pensam que o povo é bobo, aliás, têm certeza. Entre os “feitos” do deputado, pasmem, está a presença em “100% dos trabalhos”. Ou seja, não fez mais que a obrigação…
E o pior, em tal balanço não há um só questionamento aos absurdos que o Governo Bolsonaro vem fazendo contra Educação, Reforma da Previdência, muito menos contra a ausência de propostas para melhorar a economia do país. O que seriam na verdade as funções de um deputado federal, inclusive fiscalizar as acusações de corrupção contra Jair Bolsonaro e filhos.
Mas não, em tal “balanço”, pasmem, o rapaz questiona o… Governo Mineiro… Isso mesmo, nada a ver com a função de um deputado federal, o que seria função de um deputado estadual.
A melhor de Cartafina, que é de família rica de Uberaba, diz que abriu mão da aposentadoria especial para deputados. O que também não fez nada mais que a obrigação, já que nasceu em berço de ouro, e até porque que quem precisa de aposentadoria não são os ricos, e sabemos porque.
Sabe o que é pior disso tudo? É que tem muitos pobres e classe média achando que é vantagem o que rapaz diz ter feito… Meu amigo o que ele pode fazer e que vai realmente vai mudar a sua vida, não é economizar R$ 177 mil, como diz ter economizado, e sim não aceitar a Reforma da Previdência, que pode acabar com sua aposentadoria, é brigar contra os cortes da Educação, que pode impedir de você ou seus filhos de estudarem e impedir de passarem a vida inteira como escravos, e por ai vai…
O povo tem que aprender a dizer não a migalhas… Porque para os ricos, é isso que sobra para os outros…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *