Venda da RN pelo dono da Uniube levanta teorias sobre os motivos; Dívida do Plano de Saúde foi o motivo de rompimento com Piau

A venda da RN Saúde do empresário do ramo de educação Marcelo Palmério pegou muita gente de surpresa… Até porque o grupo comprador, São Francisco, é de Ribeirão Preto. O que se estranha é que o citado empresário vem “montando” hpa tempos um esquema emrpesarial envolvendo o sistema de Saúde, mesmo antes de inaugurar o Mário Palmério Hospital. Aliás, as dívidas da Prefeitura de Uberaba com a RN foi um dos motivos do rompimento, ainda no mandato passado, do reitor da Uniube com o atual prefeito, Paulo Parado Piau…
O que mais estranha, apesar que nos bastidores dizem que é por falta de documentação em Brasília para continuar com a RN, é que Palmério e seu grupo, além do hospital universitário, ainda assumiu parte da administração do Hospital Regional. Sem dar ponto sem nó, o empresário é conhecido por sempre “levar vantagem” em negócios.
Não se sabe se pela queda do seu, até então braço direito em Brasilia, Ricardo Saud, mas pelo jeito Palmério desistiu de continuar com o negócio de Plano de Saúde, que, infelizmente, no Brasil, cresce como nunca… Infelizmente porque comprova a ineficiência da Saúde Pública, feita de propósito, para beneficiar hospitais particulares, médicos e planos de Saúde.
Hoje o brasileiro que não tiver um plano de Saúde está literalmente “frito”. É o verdadeiro absurdo, já que estado existe exatamente para dar, principalmente, educação e saúde de qualidade, e não o faz… Pelo contrário, beneficia empresários do setor.
Com os “inimigos” no poder, em Uberaba e em Brasília, os pobres e classe média precisam ficar atentas para no ano que vem votar com consciência, e não voltar a colocar a “raposa para tomar conta do galinheiro”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *